Tendências

O que é hot desking?

Reading Time: 2 minutes

A tendência do hot desking é ao mesmo tempo celebrada e criticada. Por um lado, essa prática pode poupar bilhões relacionados ao desperdício do espaço de escritório e incentivar as inovações. Por outro, é possível que os colaboradores sintam-se deslocados e fiquem menos produtivos. Mas não precisa ser assim. Assim como o espaço de escritório que leva à prática do hot desking, a teoria por trás dela é bem flexível.

O que é hot desking?

Basicamente, hot desking é o uso de estações de trabalho não designadas a pessoas específicas. Esses espaços de trabalho podem ser usados por qualquer funcionário, independentemente do departamento ou do nível hierárquico, em qualquer dia.

Entretanto, no conceito original, essa abordagem ´é apenas uma parte da teoria do trabalho baseado em atividades concebida por Erik Veldhoen. Essa teoria defende a redução do número de estações de trabalho nos escritórios, ao mesmo tempo que argumenta a favor do aumento da variedade de espaços a fim de incentivar estilos de trabalho mais diversos.

Para quem isso funciona?

A teoria diz que nem todos precisam de uma mesa todos os dias. Além disso, quando os funcionários mudam de lugar, eles evitam o acúmulo de bagunça. E o que é melhor: eles interagem com mais colegas e geram novas ideias.

Essa é uma excelente maneira de promover a inovação em empresas com equipes móveis e horários flexíveis. Mas nem sempre é a abordagem ideal para as tradicionais funções de 9 horas por dia, 5 dias por semana, nas quais os funcionários têm tarefas regulares para concluir dentro da mesma equipe.

Coworking e combinações no espaço de escritório

O uso do hot desking fica ainda mais viável quando ele é um componente da configuração do seu espaço de escritório. Por exemplo: se você abre um escritório secundário com vários colaboradores temporários, pode ser bom dedicar um espaço para o hot desking, com ambientes separados para reuniões e descanso, que podem ser usados quando necessário.

As recentes tendências relacionadas aos espaços de trabalho flexíveis ganharam força devido ao surgimento dos ambientes de coworking: escritórios compartilhados que incentivam a troca de ideias dentro da empresa e entre empresas, com os objetivos de expandir a rede de contatos e a visibilidade. Essas abordagens podem ser combinadas com outras soluções flexíveis, como os serviços por assinatura, que proporcionam acesso às estações de trabalho e a salas de reunião em ambientes de coworking no mundo todo.